Nos primeiros anos de sua conversão, Iñigo de Loyola, da região vasca da Espanha, depois suas armas de soldado ante a imagem da Virgem Maria e, vestindo-se com uma túnica cinza, passou a morar na hospedaria de um hospital, de onde se dedicava ao cuidado dos enfermos e necessitados. Fugindo do povo que lhe acorria e aclamava por sua fama de santidade, ele se retira para uma pequena caverna na localidade de Manresa. É neste lugar que Iñigo, que veio a receber o nome correspondente na língua latian – Ignatius (Inácio) – aprende, de sua própria experiência a respeito do Discernimento dos Espíritos como sendo a bússola de um itinerário espiritual que ele viveu em Manresa e sobre o qual escreveu, dando origem aos Exercícios Espirituais, com os quais ele mesmo dirigiu as almas dos primeiros discípulos que se aproximaram dele por onde andou.

Estabelecendo temas e modos de oração, Inácio percebia os consolações e desolações advindas e, pelo Espírito, perscrutava suas causas e consequências até ter clareza de que a origem das mesmas era a graça de Deus, ou a própria natureza decaída, ou o próprio maligno.

Padre Eduardo Dougherty, como membro da Companhia de Jesus, fundada por Santo Inácio, especializou-se nos Exercícios e, logo nos primeiros anos de sua ordenação sacerdotal, dedicou os dois primeiros anos de seu ministério a pregá-los por toda a província do sul dos Estados Unidos, antes de vir ao Brasil.

Nesta série formativa, tomando textos da palavra de Deus, o Padre Eduardo ensina os princípios do Discernimento dos Espíritos como guia e bússola de nossa vida espiritual.